Polícia identifica e captura o patrão que espancou trabalhador por comer 2 ovos; vídeo

Toda e qualquer forma de violência é revoltante. Sofremos violência do poder público, sofremos violência de preconceito, sofremos violência da própria população. Quando nos deparamos com o absurdo, tememos pelo pior: acreditar que isso mesmo que nossos olhos presenciam é de fato verídico.

Um vídeo circulou nas redes sociais recentemente e nos deixou no mínimo pasmos. A fé na humanidade se esvai ao ver tamanha falta de empatia e sensibilidade de determinados humanos com o próprio humano. O que vemos neste vídeo que anda circulando pela rede, é uma cena absurdamente lamentável e revoltante. Um homem que trabalhava como servente de pedreiro, havia comido dois ovos. O patrão, não avisado da subtração realizada por seu empregado, ao perceber o ocorrido, desfere no mínimo 20 chicotadas no servente.

Graças a denúncias anônimas e compartilhamentos, a polícia, que investigava os irmãos participantes da agressão, encontrou ambos. Rodrigo Antônio Soares de Mendes, 35 e Raul Soares Gomes, 38, foram detidos em uma operação batizada de “Al Capone”. A qual foi realizada pela polícia de São Sebastião do Maranhão, a 385 km de Belo Horizonte.

Segundo as investigações, os irmãos seriam traficantes ligados ao PCC. Grande facção criminosa conhecida no país, que teve suas origens em São Paulo.


De acordo com as informações da polícia, as investigações tiveram seis meses de duração e as agressões ocorreram em setembro de 2017.

A vítima do ato de revolta não teve o nome revelado. No período em que o crime ocorreu, ele trabalhava em uma obra na fazenda dos suspeitos. Após os verdadeiros criminosos terem descoberto que D.S.C havia furtado dez ovos e destes, comido dois, o registro de tortura aconteceu.

O agredido, segundo os registros, não tem passagem pela polícia. Assim como não tem envolvimento com drogas e foi punido pelo seu “chefe” por tentar matar a fome.

As cenas de tortura, foram gravadas por Alleff Fillyp Miranda, 23.o intuito da filmagem era amaçar possíveis inimigos.

Veja o vídeo! (ATENÇÃO! CENAS FORTES)

Nas próprias imagens, o agressor reafirma os motivos pelos quais o empregado estava levando chicotadas. Podemos ouvir o servente sair chorando após o castigo.

Isso nos faz imaginar o ponto em que o ser humano pode chegar com o poder nas mãos. Onde alguém julga que o outro pode ser chicoteado como nem mesmo um animal mereceria por algo tão básico como alimento.